A Polícia Civil de Coronel Vivida, com apoio da PM e de uma equipe da 5ª SDP, cumpriu na manhã desta quarta-feira (10), no interior do município, dois mandados de busca e apreensão. Os mandados se originaram a partir de investigações que apontaram a fabricação de armas em um fábrica clandestina.

A investigação teve início a partir de prisão de um homem, no dia 20 de março, com uma espingarda calibre 12, de fabricação artesanal. Segundo o detido, a arma teria sido fabricada por seu padrasto.

Durante as diligências desta quarta, foram apreendidas peças, munições e partes de armas que seriam montadas no local e posteriormente vendidas a criminosos da cidade. Na delegacia, o responsável pela fábrica disse que não tinha conhecimento da fabricação das armas no local. Segundo ele, o enteado é quem usava o local aos finais de semana para tal finalidade.